terça-feira, 16 de novembro de 2010

Pra Amar e Por Amar, Você!

Essa amizade que veio de repente, entrou e agora já era! Essa amizade que parece de infância, que não se esvai, que a gente passa tempos sem se falar e quando se fala é sempre do mesmo jeito, com o mesmo sabor de coisa nova e com a mesma delícia de estar perto e fazer parte.
São esses tipos de amizade que cultivo na minha vida. Amizade de gente interessante, gostosa, suave e fácil.
A saudade é inerente - nasci com saudade dela - e eu sempre sofro quando você vai embora... Então, vai embora mais não? Vem e fica pra sempre? Que o meu amor é grande demais e te quer sempre aqui.



Depoimento que uma amiga recebeu. Achei lindo e direto como tem que ser!!!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Lírica

Jornal Folha de Londrina, domingo , 24 de outubro de 2010
Ao pegar o jornal uma pagina cai ao chão e eu leio os seguintes dizeres retirado de um texto belissimo de Celia Musilli  inspirado na crônica  "O amor acaba" de Paulo Mendes Campos.

O amor está sempre acabando, quando tivemos coragem ou fomos covardes para esclarecer, perdoar, fazer o jogo da verdade.

O amor está sempre acabando. Nos bares, nas casas, nas esquinas onde atiramos endereços no châo pisando como se fossem sonhos.
O amor está sempre acabando, no ônibus que chega, no trem que partiu, na briga premeditada, na luta pela sobrevivência, no parque de diversão, no alvo que acertamos, nos erros que cometemos no trânsito e nas avaliações de caráter, nas feridas abertas, nas cicatrizes que ostentamo, nas oficinas onde se constroem máquinas, nos hospitais onde se consertam corações.
O amor está sempre acabando, quando abraçamos as roupas no armário ou colocamos fotos na sala, vestidos sobre os tapetes, lingerie nos trincos, perfume atrás das orelhas, bato, e rímel escorridos no choro, lavagem da almae o quarto limpo, sem flores, sem vasos e sem despedidas.
O amor está sempre acabando. Quando o mimamos com versos, conversas, passeios imaginários. Ou o submetemos a uma suposta racionalidade sem devaneios, na expectativa da duração, pés no chão, filhos e planos cronometrados.
O amor está sempre acabando, quando cai a chuva e quando vem o sol, sob as estrelas, à luz da lua, à beira do abismo, no escuro do cinema, ao redor da cidae iluminada. O amor está sempre acabando, quando fazemos confidências ou guardamos segredos a sete chaves, quando nos expomos inteiros, quando nos preservamos, quando rimos, quando nos vingamos, quando damos as mãos, quando soltamos o corpo num oceano íntimo, onde deixamos fluxos e refluxos, máres de incertezas e a mais confiante das viagens.
O amor está sempre acabando, quando tivemos coragem ou quando fomos covardes para esclarecer, para perdoar, para fazer o jogo da verdade, para blefar nas cartas de despedida, para escamotear a grandeza e preferir a pequena dissolução sem gritos e sem revolta.
Oamor está sempre acabando, quando chamamos a proteção ou vamos de perto aberto, quando usamos escudos ou nos entregamos, quando nos despedimos soltando vagarosamente as mãos, no lugar do gesto que afagou, da carícia suprema, do último olhar quando fechamos a casa porque o amor acabou mas, em algum lugar do planeta, o amor está sempre começando.

domingo, 22 de agosto de 2010

Jason Reeves and Colbie Caillat - Permanent


Você gostou muito da cidade


você sabe que eu não poderia ficar lá


Você amou se perder entre as pessoas


E fingir que eles realmente se importavam


bem, você é uma péssima impostora


Escondendo suas asas debaixo do seu casaco.


porque eu assisti seus rastros fazendo marcas


Longe de mim na neve





Agora eu não acredito em mais nada.





porque o amor é permanente, não temporário


E ele é conduzido direto para os nossos corações


E enterrado muito fundo para poder


ser arrancado como ervas-daninhas num jardim.


Ele é permanete, me desculpe.





Ultimamente venho enlouquecendo


tentando te tirar da minha cabeça


Porque pensamentos sobre você


são como fotos penduradas


que acumulam poeira com tempo.


bem, nós penduramos elas 


como dois verdadeiros amantes


e com nossas unhas arranhamos as paredes


porque pensamos que ficariam ali pra sempre


Mas nós não fomos permanente, no fim.


E está ficando muito difícil te ver agora.





Se o amor é permanente, não temporário


E ele é conduzido direto para os nossos corações


E enterrado muito fundo para poder 


ser arrancado como ervas-daninhas num jardim.


Ele é permanente, me desculpe.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Ela e Ele.

Ela tinha o choro discreto, assim como ela da minha vida.
Tinha o andar calmo e cambaleante daqueles que a qualquer momento vai pedir/precisar de um apoio/auxilio.
Anda na frente de todos como se fosse 'a líder', a mais forte... Quando na verdade era ela a mais frágil.
E ele que ainda não foi mencionado estava ali, com o mesmo andar que ela, com mais segurança que ela e ao contrario dela que tinha o choro discreto ele nem o choro tinha.
Tornando-se assim apenas um ator coadjuvante naquela pequena peça teatral da vida que durou apenas alguns minutos no corredor de um hospital!

sexta-feira, 18 de junho de 2010


Coma verdura e legumes e não reclame.
Tente mesmo que não consiga ser ou fazer algo que julgue impossível pra você, mas não pode tentar já achando que não vai conseguir, negatividade não ajuda em nada.
Quando for resolver algo muito complicado vá mascando chicletes  a ilusão de que ele vai te ajudar a resolver, faz com que você realmente resolva. 
Faça xixi na cama depois de grande, você vai acordar dando gargalhadas de você mesmo.
Vista-se muito bem como se fosse a uma festa ligue o rádio bem alto e fique dançando em casa. Isso o fará perceber o quanto você é divertido, e como na vida se precisa-se de pouco para ser feliz.
Tome um porre pelo menos uma vez na vida é legal ver o mundo girando, mas não se acostume não é bonito ver uma pessoa de porre sempre.
Teste a "caridade" das pessoas você ira se surpreender.
Quando for comprar algo muito caro (um carro por exemplo) vá de chinelos e camiseta. As pessoas tem de te tratar bem em qualquer situação não só quando você está bem vestida e andando com o caro do ano. Só compre se você for muitoooooo bem tratado. Precisamos parar de dar valor só na estética e o resto como fica?
Coma em um restaurante vegetariano mesmo não sendo um, a comida é deliciosa.
Ande sempre com um sorriso de quem acabo de receber uma ótima noticia.
Se irrite ou estresse com as coisas que realmente mereça esse desconforto, melhor ainda não se irrite nem se estresse não vai ajudar mesmo.
Tudo tem que está sempre bem, mesmo que não esteja. Se você disser que está tudo péssimo a situação pode piorar significativamente!

O tempo está passando as crianças estão crescendo, e as crianças já crescidas estão envelhecendo!

domingo, 13 de junho de 2010

Uma delicada forma de calor!

Eu me lembro de você ter falado alguma coisa sobre mim
e logo hoje tudo isso vem a tona
e me parece cair como uma luva
agora no dia em que eu choro
eu tô chovendo muito mais do que lá fora
lá fora é só água caindo
enquando aqui dentro, cai a chuva

Enquando ao que você me disse
eu me lembro sorrindo vendo você tão séria
tentar me enquadrar se sou isso ou se eu sou aquilo
e acabará indignada me achando totalmente impossível
e talvez seja apenas isso...
chovendo por dentro, impossível por fora

Eu me lembro de você descontrolada tentando se
explicar como é que a gente pode ser tanta coisa indefinivel,
tanta coisa diferente sem saber que a beleza de tudo é a certeza de nada 
é o que talvez torne a vida um pouco mais atraente

E talvez a chuva, o cinza, o medo, a vida
sejam como eu
ou talvez porque você esteja
de repente assistindo muita televisão
e como um Deus que não ve-se nunca
como um deus que não ve-se nunca
seu olhar não cosengue perceber
como uma chuva, uma tristeza pode ser uma beleza
e o frio uma delicada forma de calor
                                                                                  Zeca Baleiro.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

A morte, por si só, é uma piada pronta.
Morrer é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada,
está em pleno tratamento dentário,
tem planos pra semana que vem,
precisa autenticar um documento em cartório,
colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre.
Como assim?
E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia:
MORRER!!!
A troco?
Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio
estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física,quase perdeu o fôlego,mas não desistiu.
Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway,
numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis.
Qual é?
Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém,
sem ter dançado com a garota mais linda,
sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida.
Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides,
sua toalha úmida no varal,e penduradas também algumas contas.
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas,a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
Logo você,que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce,caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina,começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer.
Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã.
Isso é para ser levado a sério?
Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo.Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente,e a mente também já rateia,sem falar que há quase nada guardado nas gavetas.
Ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo?
Morrer cedo é uma transgressão,desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero.
E,como se sabe,o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.
Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida... Perdoe... Sempre!!!

Pedro Bial.

domingo, 6 de junho de 2010

Qual é a sua maior fobia?

Fobia...De sofrer para morrer.. Se for pra sofrer que eu nao morra para aprender algo com o sofrimento. Se for pra morre que eu morra dormindo, tranquila e serena depois de um maravilhoso dia.

Ask me anything

sexta-feira, 28 de maio de 2010

A vida como uma certeza!


Já imagino se sua vida fosse uma certeza?!
Imagine se você tivesse a certeza de que curso vai fazer na faculdade.
E que no futuro o seu trabalho vai ser exatamente como você quer sem stress só prazeres.
A certeza de que vai morar na casa de seus sonhos e dirigir o seu próprio carro.
A certeza de que vai se casar uma única vez, e vai amar o seu marido todos os dias como se fosse a primeira vez, os beijos vão ter o mesmo calor e sabor do primeiro beijo, os encontros vão ter aquelas sensações de suor frio, coração disparado, pernas bambas e sorriso radiante.
Tudo exatamente como deve ser.
A certeza que sempre que atender ao telefone vai receber uma ótima noticia.
Certeza de que o mundo não vai acabar em 2012 (não sei vocês, mas eu tenho medo que isso realmente aconteça).
Certeza de que o Brasil vai ganhar a copa de 2010.
Certeza de que os próximos governantes serão extremamente corretos e dignos de tais cargos.
Certeza de que quando você tiver os seus filhos ainda haverá água corrente e não apenas engarrafadas.
Certeza de que seus pais ainda estarão ao seu lado vendo você realizando coisas que eles não acreditaram que você faria.
Certeza de que seus amigos serão seus amigos para sempre.
A certeza de não precisar de tantas certezas.
Porque todo seria muito previsível e tedioso.
Ninguém gosta de certezas o tempo todo, a surpresa e o inesperado é que fazem a vida ser essa incerteza total, sem rumo. E sem pistas de como você vai está daqui a meia hora!


sábado, 22 de maio de 2010

Pense em Mim!

Inspiração dos meus sonhos não quero acordar
Quero ficar só contigo não vou poder voar
Por que parar pra refletir se meu reflexo é você?
Aprendendo uma só vida, compartilhando prazer

Por que parece que na hora eu não vou aguentar?
Se eu sempre tive força e nunca parei de lutar?
Como num filme, no final tudo vai dar certo
Quem foi que disse que pra tá junto precisa tá perto

Pense em mim
Que eu tô pensando em você
E me diz...
O que eu quero te dizer

Vem pra cá,
Pra ver que juntos estamos
E te falar
Mais uma vez que te amo

O tempo que passamos juntos vai ficar pra sempre
Intimidades, brincadeiras, só a gente entende
Pra quem fala que namorar é perder tempo eu digo:
Há muito tempo eu não crescia o que eu cresci contigo

Juntos no balanço da rede, sob o céu estrelado
Sempre acontece, o tempo pára quando eu tô do seu
lado
A noite chega eu fecho os olhos e é você que eu vejo
Como eu queria estar contigo eu paro e faço um desejo

Pense em mim
Que eu tô pensando em você
E me diz
O que eu quero te dizer

Vem pra cá,
Pra ver que juntos estamos
E te falar
Mais uma vez que te amo
Mais uma vez que te amo...

Muito fofa essa música. Lucas e Luan Part. Jorge e Mateus.

terça-feira, 20 de abril de 2010

As coisas deveriam ser bem mais simples. Assim seria bem mais fácil viver. Pelo menos aparentemente.

Poderíamos aceitar coisas que
sabemos que vai ser para o nosso bem sem questionar.
Podíamos amar somente as pessoas que sabemos que nos ama na mesma intensidade. Com isso não existiria aquela coisa de que ‘um sempre ama mais que o outro em uma relação’.
Tem coisa mais egoísta que isto?
Podíamos fazer as coisas sem ter prazo, ou hora marcada.
Faríamos com mais calma, “sentimento” e com certeza sairia bem mais feito.
As pessoas não respondem bem sobre pressão.
Isso é fato!

Tínhamos que ter pelo menos a idéia de infância feliz.
Com amor, carinho, compreensão, atenção, respeito, moralidade, ética, sabedoria, dedicação de ambas as partes. Tanto dos pais, quanto dos filhos que na maioria das vezes criticam os pais.
Não deveríamos nos importar com uma carona da mamãe ou do papai ate a porta do colégio, com direito a beijinho de despedida.
Isso é totalmente valorizado, e você vai saber por quem quando perder isso.

Devíamos ficar na casa dos nossos avós pelo menos uma semana.
Entenderíamos muitas coisas, e aprenderíamos muitas outras.
E não tem lugar melhor para se ir quando se quer ‘quebrar’ as regras e descobrir coisas sobre os seus pais que provavelmente não descobria se seus avós não existissem e te colocassem acima ate mesmo de seus filhos. Valorize isso, pois pode ter certeza que ninguém mais no mundo vai ter tanto apresso e te colocar em primeiro lugar como os seus avós!
Retribua isso de qualquer maneira atenciosa, mas retribua.
Você não vai gostar de se arrepender por não dito palavras amorosas quando teve a oportunidade.
E não as disse pela ilusão de que eles viveriam para sempre.
Infelizmente não é assim.
Saiba disso desde de já!

Se for para ser uma pessoa sem saúde que seja por genética, e não por descuido ou exagero.
Seja amigável com o seu irmão mais velho... No fundo no fundo ele  sabe o que faz. E no futuro, vai ser das brigas e ‘traquinagens’ de que você vai dar mais risada.
Tenha um animalzinho de estimação, seja um cachorro, gato, coelho...
Qualquer coisa é bom ver a alegria, reconhecimento e companheirismo deles em relação a você.
Mas para isso você não pode maltratá-lo.
Tenha contato com a Internet o mais tarde possível, ela te ensina e te leva para lugares únicos, mas faz você perder momentos da sua vida irrecuperáveis.

Se for para fazer uma pesquisa use a biblioteca ela vai te mostrar a mesma coisa que o google. Só que com mais valorização já que você não vai obter o resultado tão imediato assim.
Escute musicas dos mais variados anos e estilos.
É legal ver a evolução e degradação das musicas.

Não faça parte apenas de um grupo de amigos.
Isso parece legal, mas te deixa muito vulnerável a eles.

Tenha personalidade.

Caráter.

Perseverança.

Sonhos, muitos sonhos.
Não tenha medo de sonhar, eles são uma parte de você que um dia vai se destacar.

Não tenha medo de uma mudança radical, cautela talvez mais jamais medo.


Tenha vontade e coragem
 para mudar de país.
É um grande crescimento pessoal!

Nunca, jamais esnobe e desfaça de uma pessoa, você nunca sabe quando vai precisar dela. Ela pode não ter o que te oferecer agora, mas no futuro certamente terá!

Seja educado com todos sem exceção.
Educação não custa nada e faz toda a diferença.

Enquanto estiver na escola estude, mesmo que pareça difícil, tente isso vai te levar ate os seus sonhos.

Tenha idéias malucas, conheça pessoas malucas, elas te oferecem algumas respostas sobre a vida sem você pedir.

Tenha pelo menos um amigo de cada jeito. Um hippie, nerd, aventureiro, desconhecido, verdadeiro, tímido, extravagante, gay, lésbica, sapatão, endividado, complicado, necessitado e porque não um drogado.

Tenha amigos, colegas, companheiros.
Tenham confidentes.

Tenha problemas e ache as soluções.

Saia correndo pelo mundo e descubra que viver é bem mais do que se pode imaginar.

É inimaginável!

quinta-feira, 25 de março de 2010

Vários sentimentos em apenas um ser.

Sentimento de saudade é predominante no momento. Em seguida vem a duvida e o medo...Duvida do que fazer e medo de fazer o que eu quero fazer. Um pouco confuso, mas não podia ser ou estar diferente.
Estou buscando criar/ter novas teorias próprias, porque as outras já estão bem gastas infelizmente ou felizmente estou descobrindo isso ainda.
Levando em consideração que eu AMO um novo, seja uma idéia, um sentimento, uma companhia, um gosto, um cheiro, uma dor, um tudo. Eu diria que felizmente estou no transe de novas descobertas com muito gosto. Porém não sei se queria passar pelo novo agora, estava curtindo bastante o velho desgastado com cheiro e gosto conhecido, já tinha me adaptado não sei como com a dor e a companhia era mais que adorável! Mas não tem como ficar sem mudanças por muito tempo. Às vezes elas vêem de um ótimo jeito, às vezes nem tanto, você tem que ser ‘forte’ o bastante para passar por essas mudanças e sair delas sem hematomas aparentes (o que eu já adianto de antemão, não é nada fácil). Eu queria ser um pouco desumana no sentido de não me entregar por completo e muito menos ser tão transparente. Queria saber disfarçar uma dor insuportável. E queria que todas as pessoas na vida soubessem o que eu estou pensando só de olhar para os meus olhos (Só tem uma pessoa fora a minha mãe que assim, e agradeço por ter ela por perto. Obrigada Guí!) Assim eu podia falar bem menos e seria entendida bem mais...
Mas como na vida só algumas coisas podem ser como nós queremos eu fico feliz em não ter que me explicar em alguns momentos isso já é um grande alivio.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

A pior noticía chegou as 9:30 da manhã em um dia de sábado.


O telefone toca e a noticia que chega é:
“Nê a vó morreu”.
Desligo o telefone e entro em desespero sozinha em casa.
Minha mãe chega do hospital e me encontra deitada no chão chorando como uma criança.
Ela começa a ligar para os familiares que eu não consegui ligar.
O velório vai começar as 18:30hr ao chegar no local olhei pra minha mãe e disse:
Não quero vê-la agora.
Minha mãe entrou, e eu fiquei ali do lado de fora sentada em um cantinho querendo ser invisível.
As pessoas começaram a chegar e eu que não queria ser notada parecia o destaque de uma escola de samba.
Fiquei ali naquele canto por um tempo razoável conversei com algumas pessoas que me distraíram por um bom tempo, mas a situação e a tristeza apareciam em algum momento.
Estava cansada de:
Abraço, choro, meus sentimentos.
Abraço, choro, meus pêsames.
Abraço, choro, fique bem.
Abraço, choro, pode contar comigo.
Abraço, choro, você fez a sua parte.
Abraço, choro, seja forte.
Abraço, choro e uma repetição infinita de palavras que não confortavam nem um pouco.
Fui tentar dormir no carro, mas a imagem dela vinha em minha cabeça em todo o momento.
Tive um sonho terrível, acordei decidida a vê-la.
Chamei minha mãe pra ir junto.
Parei umas duas vezes no meio do caminho.
Cheguei na porta da sala onde estava o caixão e não consegui olha por mais de 2 segundos, desabei.
Queria sair correndo, mas não dava.
Olhar de perto não foi possível.
Essa foi à única vez que eu fui ate a tão temida salinha.
Na hora do enterro fiquei a metros de distância me sentindo de novo o destaque de escola de samba.
Não via a hora de chega em casa pra me sentir eu novamente, mas não foi bem assim.
Ao entrar em casa a saudade dela já me evadiu.
Afinal ela era a primeira pessoa com quem eu falava ao entrar em casa e minha primeira atitude foi fechar a porta do quarto dela que é ao lado do meu.
Não to acreditando muito ainda, eu sinto como se ela estivesse na casa de uma tia minha e que daqui um mês ela vai esta de volta feliz e presente como sempre.
E com isso minha vida vai voltar ao eixo.
Vou ter os meus horários de obrigações com ela.
Vou ter pra quem fazer almoço e jantar.
Vou ter com quem me preocupar.
Vou acordar 8 horas da manhã com alguém em chamando da porta do banheiro pedindo um apoio pra chegar ao quarto.
Vou ter com quem conversar sobre novelas.
E a quem pedir dicas de culinária ou ajuda na hora de fazer um bolo.
Vai ter alguém pra jogar baralho comigo de madrugada.
E me pergunta toda vez que eu toma banho a noite se eu vou sair.
“Quando ela voltar” minha vida vai voltar a ser agitada...
E se ela não voltar ainda não sei o que eu vou fazer.




quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

?

Tem uma barata no canto da minha parede. Ela está olhando para mim e eu estou olhando para ela.
Eu penso em como ela pode fica tanto tempo parada em um cantinho onde tudo é igual e onde com certeza não haverá mudanças.
E ela me olha e pensa se fosse há um tempo atrás eu com certeza não estaria aqui, pelo simples fato de que essa menina que lá de baixo me olha com cara de ponto de interrogação, tinha pavor de baratas...

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

O pior de tudo é saber que quando o seu celular der alerta de mensagem, você não visualizará uma mensagem carinhosa ou bem humurada.
Visualizará uma mensagem de sua operadora telefônica informando que você precisa realizar uma recarga.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Estou com vontade de escrever, mas não sei o que.
Meus pensamentos bagunçados estão refletindo em minha vida de um jeito gritante, estou ficando loca, alucinada e sem saber o que fazer da minha vida daqui pra frente.
Sempre falam que o ano começa depois do carnaval, porem acabo de descobri que o ano começa a partir do momento em que você começa a pensar no que vai fazer daquele dia em diante, das opções e decisões que você tem que tomar e das duvidas que tem que deixar de ser duvidas.
O ano começa quando se percebe que não dá pra fica do jeito que tá, e que seria muito bom se você começasse a fazer coisas que no futuro deixaram você orgulhosa de si mesma.
Estou angustiada e um pouco deprimida apesar de já ter descoberto que isso não ajuda em nada, muito pelo contrario só atrapalha e como atrapalha. To tentando tirar lições e respostas desses sentimentos que estão me invadindo sem nem se quer pedir licença.

E dentro de todas essas sensações que estou sentindo, eu só consegui ter certeza de uma coisa.
Vou começar a fazer Yoga essa semana.