quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Você...

Consegue me tirar o folêgo literalmente. Me faz dar risada de coisas ABSURDAS como o‘nem fodendo’. Consegue estraga uma declaração lindissima com um VAGABUNDA no final…

Tem uma imaginação que me encanta cada dia mais e mais. Você entrou na minha vida por força do destino e não vai sair dela a não ser que você deseje isso. Confio em você, gosto de você, amo você por que não amaria. Talvez porque você é um ideota, besta, puta, ou por não gostar de angolanos e chilenos (rsrsrs). Mas é isso que faz com que você seja te um todo especial. VOCÊ ME COMPLETA SEM NEM SABER DISSO!!!

Você me vira a cabeça…

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Queria conseguir dizer em palavras tudo o que penso e sinto, mas isso é muito para minha pequena porém significativa capacidade de expressão.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Estou me sentindo MUITO bem.
Só tem uma coisa melhor do que ser você mesma.
Alguem "gostar" de você exatamente como você é!!!
^^

domingo, 13 de setembro de 2009

Você vai sentir falta.

Há coisas que você só consegue entender, sentir e principalmente olhar com olhos realmente sinceros depois que você já passou por essa etapa da vida... Quando você tem uns 10 anos você não consegue pensar em outra coisa a não ser brincar e pular o dia inteiro, muitas coisas acabam passando despercebidas e você nem se dá conta. Isso dura um certo tempo talvez ate uns 13/14 anos, daí entra a idade considerada “aborescente”, cria um estilo próprio, ouve só um tipo de música, ler, só se for gibi, escrever nem em sonho, anda igual a seus amigos e é aqui que começa os pedidos de tatuagens e pircing e coitada da sua mãe se ela por um acaso resolve questionar. Tem uma coisa que minha mãe sempre dizia quando eu pedia algo novo e inusitado ISSO É FASE, DEPOIS PASSA, e para mim nunca passava, (tanto é que hoje eu tenho um pircing na língua que já dura 5 anos, um no nariz 4 anos, nos dois tragos +- 3 anos, alargadores de 6mm nas orelhas e 2 tatuagens. Resumindo quando não é pra passar não passa. As notas da escola são terríveis, pois é quando você começa a mata aula pra fica na rua debaixo do colégio tomando coca-cola e falando abobrinhas, ou então ir ao shopping “andar a toa”. É nessa fase também que você descobre se faz parte da turma dos “populares ou excluídos” se for dos ‘excluídos’ vai querer comprar tudo o que esta na moda mesmo que você não goste, só pra fala que tem e quem sabe talvez fazer parte dos populares. Começa a discussão com professores, e as ligações pra casa por causa de briga ou coisa do tipo. Sua mãe começa a perguntar o que esta acontecendo com você e te colocando de castigo, coisa que você não ficava desde os seus 12 anos. Começa também a desilusão amorosa, você tem a primeira ‘briga’ com seu melhor amigo por causa de uma garota que na maioria das vezes nem significa tanto assim pra você, mas tem que mostra a ele que certas coisas nunca se faz. Alguns com 15/16 (ou mais ou menos) começam a sair ‘sozinhos’ e provam algum tipo de droga (tem certas coisas que não se tem necessidade de se experimentar), começam a beber, e já não dão tanta importância assim ao amor.

Toma o primeiro porre e isso é assunto pra semana inteira.

Daí depois de uma época turbulenta na vida começam-se os planos para o futuro, as indecisões e decepções. Você começa a prestar mais atenção nas coisas ao seu redor, no mundo em que vive e nas pessoas que conhece e passam por você, começa a curtir a vida de um jeito aparentemente saudável, respeita mais os seus pais e tem um pouco mais de responsabilidade. Já não faz parte só de um grupo de amigos, não ouve só um tipo de musica, e seu estilo é mais variável que tudo na vida (pelo menos o meu é). Começa a ler mais e ter interesse em coisas realmente importantes. Tem namoros duradouros, mas que ainda te magoam (isso nunca muda!).

Estuda em dobro, pois tem que terminar o colegial e passar no vestibular.

Faz cursinho pré-vestibular e só conhece gente ‘doida’, e com eles você se senta e começa a lembrar brincadeiras de infância e fazer planos de um dia junta toda a galera e voltar a ser criança.

Você começa a observar as crianças da sua rua brincando com brincadeiras que você brincava quando tinha a idade deles e se pega sorrindo lembrando de coisas que fazia e dizia quando tinha a idade deles.

É nessa hora que você lembra das discussões e crises de ciúmes com o seu irmão mais velho que podia sair sozinho e dirigir sem carteira, e você falava que não via a hora de ter 18 anos. E sempre que você falava isso vinha sua mãe novamente com as suas frases: QUANDO VOCE CHEGAR AOS 18 VAI QUERER VOLTAR NO TEMPO. E novamente não acreditamos.

E hoje eu estou com 19 anos e já estou sentindo uma saudade gigante dos dias em que eu era apenas uma criança sem responsabilidades e decisões.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoismo, e o que não mata com certeza fortalece. As vezes mudar é preciso, nem tudo vai ser como você quer, a vida continua. Pra qualquer escolha se segue alguma conseqüência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossivel. Nem todo mundo é tão legal assim, e de perto ninguém é normal. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor e os amigos ainda se contam nos dedos. Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

A vida sem freio me leva, me arrasta, me cega
No momento em que eu queria ver
O segundo que antecede o beijo
A palavra que destrói o amor
Quando tudo ainda estava inteiro
No instante em que desmoronou
Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
Há um segundo tudo estava em paz

Cuide bem do seu amor
Seja quem for

E cada segundo, cada momento, cada instante
É quase eterno, passa devagar
Se o seu mundo for o mundo inteiro
Sua vida, seu amor, seu lar
Cuide tudo que for verdadeiro
Deixe tudo que não for passar...

domingo, 19 de julho de 2009

Rifa-se um coração
Rifa-se um coração quase novo.
Um coração idealista.
Um coração como poucos.
Um coração à moda antiga.
Um coração moleque que insiste
em pregar peças no seu usuário.
Rifa-se um coração que na realidade está um
pouco usado, meio calejado, muito machucado
e que teima em alimentar sonhos e, cultivar ilusões.
Um pouco inconseqüente que nunca desiste
de acreditar nas pessoas.
Um leviano e precipitado coração
que acha que Tim Maia
estava certo quando escreveu...
"...não quero dinheiro, eu quero amor sincero,
é isso que eu espero...".
Um idealista...Um verdadeiro sonhador...
Rifa-se um coração que nunca aprende.
Que não endurece, e mantém sempre viva a
esperança de ser feliz, sendo simples e natural.
Um coração insensato que comanda o racional
sendo louco o suficiente para se apaixonar.
Um furioso suicida que vive procurando
relações e emoções verdadeiras.
Rifa-se um coração que insiste em cometer
sempre os mesmos erros.
Esse coração que erra, briga, se expõe.
Perde o juízo por completo em nome
de causas e paixões.
Sai do sério e, às vezes revê suas posições
arrependido de palavras e gestos.
Este coração tantas vezes incompreendido.
Tantas vezes provocado.
Tantas vezes impulsivo.
Rifa-se este desequilibrado emocional
que abre sorrisos tão largos que quase dá
pra engolir as orelhas, mas que
também arranca lágrimas
e faz murchar o rosto.
Um coração para ser alugado,
ou mesmo utilizado
por quem gosta de emoções fortes.
Um órgão abestado indicado apenas para
quem quer viver intensamente
contra indicado para os que apenas pretendem
passar pela vida matando o tempo,
defendendo-se das emoções.
Rifa-se um coração tão inocente
que se mostra sem armaduras
e deixa louco o seu usuário.
Um coração que quando parar de bater
ouvirá o seu usuário dizer
para São Pedro na hora da prestação de contas:
"O Senhor pode conferir. Eu fiz tudo certo,
só errei quando coloquei sentimento.
Só fiz bobagens e me dei mal
quando ouvi este louco coração de criança
que insiste em não endurecer e,
se recusa a envelhecer"
Rifa-se um coração, ou mesmo troca-se por
outro que tenha um pouco mais de juízo.
Um órgão mais fiel ao seu usuário.
Um amigo do peito que não maltrate
tanto o ser que o abriga.
Um coração que não seja tão inconseqüente.
Rifa-se um coração cego, surdo e mudo,
mas que incomoda um bocado.
Um verdadeiro caçador de aventuras que ainda
não foi adotado, provavelmente, por se recusar
a cultivar ares selvagens ou racionais,
por não querer perder o estilo.
Oferece-se um coração vadio,
sem raça, sem pedigree.
Um simples coração humano.
Um impulsivo membro de comportamento
até meio ultrapassado.
Um modelo cheio de defeitos que,
mesmo estando fora do mercado,
faz questão de não se modernizar,
mas vez por outra,
constrange o corpo que o domina.
Um velho coração que convence
seu usuário a publicar seus segredos
e a ter a petulância de se aventurar como poeta".

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Os dois menores e melhores contos de fadas do mundo....


Conto de fadas para mulheres do séc. 21 - I

Era uma vez uma linda moça que perguntou a um lindo rapaz: Você quer casar comigo?
Ele respondeu: NÃO!
E a moça viveu feliz para sempre, foi viajar, fez compras, conheceu muitos outros rapazes, visitou muitos lugares, foi morar na praia, comprou outro carro, mobiliou sua casa, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava nada, bebia cerveja com as amigas sempre que estava com vontade e ninguém mandava nela.
O rapaz ficou barrigudo, careca, o pinto caiu, a bunda murchou, ficou sozinho e pobre, pois não se constrói nada sem uma MULHER.



Conto - II

Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã.
Então, a rã pulou para o seu colo e disse: Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Mas uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um
lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre...
E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava: Nem fo...den...do!

(Luís Fernando Veríssimo)

domingo, 28 de junho de 2009

Eu sei que agente se acostuma. Mas não devia.

A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos
e a não ter outra vista que não as janelas ao redor.
E, porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora.
E, porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de
todas as cortinas. E, porque não abre as cortinas, logo se acostuma
a acender mais cedo a luz. E, à medida que se acostuma, esquece
o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado
porque está na hora. A tomar o café correndo porque está atrasado.
A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem.
A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho
porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado.
A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra.
E, aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números
para os mortos. E, aceitando os números, aceita não acreditar
nas negociações de paz. E, não acreditando nas negociações de paz,
aceita ler todo dia da guerra,dos números, da longa duração.


A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone:
hoje não posso ir. A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso
de volta.A ser ignorado quando precisava tanto ser visto.

A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita.
E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar.
E a ganhar menos do que precisa. E a fazer fila para pagar.
E a pagar mais do que as coisas valem. E a saber que cada vez pagar mais.
E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com
que pagar nas filas em que se cobra.

A gente se acostuma a andar na rua e ver cartazes. A abrir as revistas
e ver anúncios. A ligar a televisão e assistir a comerciais.
A ir ao cinema e engolir publicidade. A ser instigado, conduzido,
desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos.

A gente se acostuma à poluição. Às salas fechadas de ar
condicionado e cheiro de cigarro. À luz artificial de ligeiro tremor.
Ao choque que os olhos levam na luz natural. Às bactérias da água potáve.
À contaminação da água do mar. À lenta morte dos rios. Se acostuma
a não ouvir passarinho, a não ter galo de madrugada, a temer a
hidrofobia dos cães, a não colher fruta no pé, a não ter sequer uma planta.

A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer.
Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui,
um ressentimento ali, uma revolta acolá. Se o cinema está cheio,
a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço. Se a praia
está contaminada, a gente molha só os pés e sua no resto do corpo.
Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana.
E se no fim de semana não há muito o que fazer a gente vai dormir cedo
e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.

A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar
a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos,
para esquivar-se de faca e baioneta, para poupar o peito.

A gente se acostuma para poupar a vida.Que aos poucos se gasta,
e que, gasta de tanto acostumar, se perde de si mesma.

Marina Colasanti

domingo, 7 de junho de 2009

Olhos Verdes!!!


Aqueles olhos verdes, que me encantam e fascinam
que me olha onde eu estou e que ainda vem acompanhado
de um belo e maravilhoso sorriso.
Aqueles que eu quase nuca encontro,
mas quando encontro, faz parecer que eles nunca sairam de perto de mim.
Que seja assim até quando tiver q ser.... eu estou adorando e sei que você também...

Esses olhos que um dia serão só meus, mas enquanto isso não acontece
eu os fico admirando em cada encontro.

C.M.L!!!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

DUAS VIDAS!!!


Sem muitos comentários, fazia tempos que eu não ficava vidrada na frente da televisão assistindo a um filme da sessão da tarde, sem trocar de canal nem na hora do intervalo...
O filme é cativante dei muitas risadas o que não é muito difícil já q adoro rir.
Ele faz você voltar ao tempo e mostra sem muitos rodeios, que você era uma pessoa muito melhor no passado, mas que ainda á tempo de mudar, que mesmo você estando com quase 40 anos, não esta morto e ainda não aprendeu tudo o que a vida tem a ensinar, e o primordial que você pode sim se tornar o que sonho quando tinha a penas 8 anos de idade, seja qual for o seu sonho realize-o nem que seja a ultima coisa que você faça.

Ele me fez pensar em sonhos já esquecidos na minha memória e que de agora em diante eu vou começar a realizá-los... E espero que eu não seja a única...

A hora que termino o filme eu só consegui levantar da cama e dizer:

- nem acredito que vou fazer xixiii!!! (é eu segurei o xixi tbm haahahahaha)...


E fiquei curiosa...

Quantas pessoas seguiram os seus sonhos de criança?

Você conhece alguma?

Espero que vocês sigam os seus sonhos de crianças e sejam felizes

...

domingo, 26 de abril de 2009

A Indicação


Uma amiga durante uma reunião de trabalho, disse me que estava lendo um livro que estava encantada e não conseguioa para de lê-lo, na hora pensei comigo deve ser bom mesmo ela não gostaa tanto assim de ler. Fiquei curiosa e ansiosa pra ler o tal livro mas naquela semana não daraia porque o serviço tava extremamente corrido. Passado algum tempo fui a livraria e lembrei do livro recomendado e o comprei. Ela tinha razão o livro era contagiante como todos ou a maioria de AUGUSTO CURY e esse não era diferente dos outros ja lindos por mim. O FUTURO DA HUMANIDADE conta a historio de Marco Polo, um jovem estudante de medicina de espirito livre e aventureiro que ao entrar na faculdade se ve diante de uma realidade dura e fria: a falta der sensibilidade dos professores, que nao percebe que por trás dos sintomas de seus pacientes existem complexas histórias constituídas de lagrímas, perdas e decepções. Indignado. o jovem desafia profissionais de renome internacional a fim de provar que os pacientes com transtornos psíquicos precisam mais de diálogo do que de rémedios. O livro faz você abrir os olhos para a vida e principalmente para o mundo em que vivemos, em varios momentos eu me vi no lugar de marco polo e eu sei que não fui, não sou e não serei a única que me identificarei com ele e seu amigo Falcão esse livro me mudo muitoo e sei que mudara mais pessoas..
Recomendo a todos que querem se aventurar atraves da cabeça de um "LOUCO" porem ETERNAMENTE FELIZ!!!

quinta-feira, 26 de março de 2009

CONTINUANDO...

Essa pessoa maravilhosa que eu me orgulho diariamente é minha avó
a quem devo boa parte de meu aprendizado como pessoa...
Foi ela quem me fez ver que as pessoas de sua familia, mesmo sendo de SUA família
não são tao bons quanto parecem, que eles fazem entriga, contam mentiras e te magoam
mesmo que de longe...
Ela ja se mostro e mostra ser a pessoa mais forte, ela sempre consegue me supreender.
Com todos os seus problemas e difculdade que vem aumentado cada dia mais ela ainda sorri como uma criança que ganha a sua primeira boneca.
E é por essa outras tantas coisas que eu falo com toda a certeza do mundooo:
O QUE EU SINTO POR VOCÊ NUNCA MUDARÁ ACONTEÇA O QUE ACONTECER PASSE O TEMPO QUE PASSAR VOCÊ SEMPRE SERÁ AQUELA QUE FICAVA ACORDADA JOGANDO BARALHO COMIGO, A QUE ME CONTAVA HISTORIAS BIZARRAS, A QUE ME ENSINOU A CONZINHAR COISAS MARAVILHOSAS... A QUE ME FAZ SER UMA PESSOA MELHOR A CADA DIA
AMO VOCÊ INFINITO!!!

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Ela e Ela

É ela que faz com que eu me sinta útil, que eu seja amiga, compreensiva, paciente, responsável.
É por ela que eu levanto de madruga só pra servir de apoio para acompanha-la ate o banheiro, é por ela que eu acordo cedo pra dar o que comer e fazer medicações.
O sorriso dela é como um dia inteiro de coisas perfeitas, cada palavra, gestos, atitudes tem um significado especial... Ninguém nunca vai a conhecer como eu a conheço eu sei quando ela esta bem, ou quando esta somente fingindo, sei quando palavras a magoam...Sei a falta que faz não ter os netos todos por perto... Com ela eu percebi o quão ruim é um filho não dar a devida importância aos pais e vi e vejo isso nos olhos dela quase que frequentemente não importa se você tem 5 filhos dos quais um já não está entre nós (SAUDADES DE VOCÊ TIO) e os que restam nem todos dão a devida atenção (com exceções)... algumas coisas acontecem e você simplismente nao entende o porque aconteceu, mas no futuro que pode demorar anos você vai acabar entendo o porque e vai acabar agradecendo pelo ocorrido...OBRIGADA!!!
Graças a coisas do passado que não tem o porque voltarem a tona essa pessoa que eu descobri ser uma pessoa maravilhosa apesar de tudo veio morar aqui em minha casa juntamente comigo e meus pais, e nesse exato momento faz parecer que estamos sendo testados pra saber se realmente somos as pessoas que fazem a diferença ou estamos aqui nesse mundo só de passagem... e agora mais do que nunca eu sei que eu não sou apenas mais um eu sou aquela que faz toda a diferença junto com a minha mãe é claro, que diga-se de passagem é parte fundamental nisso tudo...


Obs: CONTINUA...

sábado, 14 de fevereiro de 2009

=)

Eu quero ficar só com os meus silíos
quero poder observar um lindo por do sol e fazer vários comentários só comigo mesma..
Quero olhar para as pessoas e ver além do que todo mundo.
quero andar descalça e sentir aquela sensação de liberdade na qual nada pode te abalar.
Quero ver fotos relembrar coisas que já tinham desaparecido em meus pensamentos.
quero ajudar pessoas desconhecidas.
quero ficar sozinha mas não me sentir como tal.
Vou sair sem rumo e sem direção mas com a certeza
de que quando voltar vou estar do jeitinho que eu quero!!!

Agora eu quero!

Gostar mais de mim, viver como nunca vivi antes, fazer coisas que nem imaginaria fazer. Quero me amar por inteiro e não só pela metade.
Quero gargalhar de coisas estupidas e extremamente ridiculas... quero fazer as pessoas rirem junto a mim.
Vou fazer tudo o que estiver com vontade e falar mas do que ja falo.
Vou começar a aprender com os meus erros ( e não com o dos outros) quero chorar por um novo ou antigo grande amor... Falar besteirasssssssssssssssss com amigas de anos. Levantar de madrugada pra observar a chuva, enrolada em um cobertor, com uma caneca de chá. Colocar planos, sonhos, desejos em pratica não quero que fiquem so no meu pensamento quero concretiza-los com orgulho.


sábado, 3 de janeiro de 2009












SEJAM ANDORINHAS...


-
Certa vez houve uma inundação numa imensa floresta.
O choro das nuvens que deveriam promover a vida dessa vez anunciou a morte. Os grandes animais bateram em retirada fugindo do afogamento, deixando até os filhos para trás. Devastavam tudo o que estava à frente. Os animais menores seguiam seus rastros. De repente uma pequena andorinha, toda ensopada, apareceu na contramão procurando a quem salvar.
"As hienas viram a atitude da andorinha e ficaram admiradíssimas. Disseram: 'Você é louca! O que poderá fazer com um corpo tão frágil?'. Os abutres bradaram: 'Utópica! Veja se enxerga a sua pequenez!'. Por onde a frágil andorinha passava era ridicularizada. Mas, atenta, procurava alguém que pudesse resgatar. Suas asas batiam fatigadas, quando viu um filhote de beija-flor debatendo-se na água, quase se entregando. Apesar de nunca ter aprendido a mergulhar, ela se atirou na água e com muito esforço pegou o diminutivo pássaro pela asa esquerda. e bateu em retirada, carregando o filhote no bico.
" Ao retornar, encontrou outras hienas, que nao tardaram a declarar: 'Maluca! Está querendo ser heroina!'. Mas não parou; muito fatigada, só descansou após deixar o pequeno beija-flor em local seguro. Horas depois, encontrou as hienas embaixo de uma sombra. Fitando-as nos olhos, deu a sua resposta: 'SÓ ME SINTO DIGNA DAS MINHAS ASAS SE EU AS UTILIZAR PARA FAZER OS OUTROS VOAREM'."
- Há o muitas hienas e abutres na sociedade. Não esperem muito dos grandes animais. Esperem deles, sim, incompreensões, rejeições, calúnias e necessidade doentia de poder. Não os chamo para serem grandes heróis, para terem seus feitos descritos nos anais da história, mas para serem pequenas andorinhas que sobrevoam anonimamente a sociedade amando desconhecidos e fazendo por eles que está ao seu alcance. Sejam dignos de suas asas. É NA INSIGNIFICÂNCIA QUE SE CONQUISTA OS GRANDES SIGNIFICADOS, É NA PEQUENEZ QUE SE REALIZAM OS GRANDES ATOS.

(...)
O VENDEDOR DE SONHOS.



Seja um Idiota
!!!

...
A idiotice é vital para a felicidade
Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz!
A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado?
Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações,
dores e afins.
No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota!
Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você.
Ignore o que o boçal do seu chefe disse. Pense assim:
quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente, é ele.
Pobre dele.
Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo,
sincronia, mas pela ausência de idiotice.
Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto.
Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo,
soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?
hahahahahahahahaha!...
Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como
preencher as horas livres de um fim de semana?
Quanto tempo faz que você não vai ao cinema?
É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas.
E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar?
Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo.
Você quer? Espero que não.
Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se
for densa.
Dura, densa e bem ruim. Brincar é legal.
Entendeu?
Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com
comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço,
não tomar chuva.
Pule corda!
Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a
tampa do iogurte.
Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente
aceitável.
Teste a teoria. Uma semaninha, para começar.
Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras.
Acorde de manhã e decida entre duas coisas:
ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir...
Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!
Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho agora?


(mclosato)

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009


Como eu quero é tudo o que eu quero...


Quero-te perto para sentir teu cheiro o qual eu nao consigo esquecer
Quero sentir seu corpo que o meu corpo sente falta
Quero tua boca para matar minha sede e aumentar o meu vicio pelos seus beijos
Quero sentir tua mão tocar o meu rosto e saber q você não é um sonho, melhor, que é meu!
Tocar teus cabelos e sentir o quanto macio é
Queria apenas olhar para você e poder desenhar o retrato fiel que meus olhos reconhecem até mesmo fechados
Sentir cada centiémetro do seu corpo no meu corpo como se juntos fossemos um só!
Queria poder dizer que te amo apenas olhando para você
Queria entender o porquê do meu coração ficar pequeno e apertado quando está longe do teu
Queria entender porque seu amor é tão essencial para mim e porque seria dificil viver sem ele
Queria entender porque tenho a convicção de que faria de tudo para não perder minha paz!

(...)

Nada ai estraga o meu dia.

Hoje foi o dia em que eu acordei olhei pela janela e vi aquele dia nublado e falei:
Hoje vai ser um dia daqueles.
Acordei com muito bom humor, como sempre e pensei comigo mesma "NADA VAI ESTRAGAR O MEU DIA !!!" não li jornal e nem assisti tv, apenas sai da minha cama e fui pra cama do quarto vizinho (a dos meus pais) e la fiquei o dia inteiro de pijama, assistindo a filmes que eu já cansei de ver, comendo bobagens, falando besteiras e dando risada de tudo. Tirei o telefone do gancho
e coloquei o celular no vibra-call porque eu não sei se é só comigo mas as pessoas insistem em ligar sempre na melhor parte do filme. Realmente nada estrago o meu dia, volto pra minha cama a espera do dia seguinte, mas com uma certeza nada vai estraga o meu dia....